Como trabalhar com Games e eSports. Arte: Juliana S.

Cumprindo a promessa que fiz ao publicar o artigo anterior, em setembro, apresento outros profissionais da nossa indústria neste novo texto. Conto com os likes e principalmente os comentários de vocês lá no meu LinkedIn para prosseguir com a série e iluminar a mente de todos que sonham em trabalhar com games. Muito obrigada e boa leitura.

Visite nosso instagram e saiba sobre vagas de emprego e estágio aqui no site da FD Comunicação.

Do Mercado de Bens de Consumo aos Games e eSports na Microsoft

Gerente Sênior da divisão de Xbox no Brasil, o fluminense Bruno Lobo Motta atualmente cuida do portfólio de serviços de Xbox, bem como das ações de marketing, incluindo lançamentos de produtos, promoções, parcerias, redes sociais e relacionamento com o varejo de uma das mais empresas mais relevantes no mercado global de games. A Microsoft é uma das maiores empresas do mundo.

Com histórico profissional em indústrias de eletroeletrônicos e bens de consumo como a Whirlpool e Ambev, este ano, Bruno vai completar seis anos de Microsoft. Não parece ser fácil construir uma carreira bem-sucedida numa empresa gigante, mas Bruno vem conseguindo.

Formado em Marketing, Administração e Relações Internacionais, ele conta que a paixão pelo que faz o leva a colocar muita energia no trabalho e que sua carreira tem sido pautada em aprendizado contínuo. Outro ponto crucial, na opinião de Bruno, é a busca contínua por inovar modelos de negócios ou ações de marketing.

Sob seu comando, somente no último ano, a equipe de Xbox Brasil realizou o primeiro torneio Latino-Americano de Gears of War, que teve a sua final na Brasil Game Show. Simultaneamente rodou o ‘Xbox Experience’, um projeto que levou e continua levando o poder do 4k para vários shoppings de diferentes cidades brasileiras. Os gamers podem testar os jogos da Microsoft e de seus parceiros nos modelos mais recentes do console Xbox One. Além das ações físicas e presenciais, também chamam a atenção as ações que Xbox vem desenvolvendo no meio online. O Xbox Space trouxe um novo ar ao conteúdo de vídeo proprietário de Xbox no Brasil, contando com uma programação semanal para o público gamer casual. Algo que diferencia Xbox no país é a proximidade com os fãs. Recentemente a Xbox BR lançou uma plataforma para dar suporte a criadores de conteúdo, a Academia de Criadores Xbox, na qual 35 micro-influenciadores recebem dicas, treinamentos e suporte na divulgação para criar conteúdo com foco na marca ou suas franquias. Além da produção de conteúdo e interação nas redes sociais, não é difícil ver o Brunoparticipando de encontros, mesa-redondas, happy hours ou interagindo com fãs no Twitter.

Dica Para Quem Quer Trabalhar com Games

“Ah, essa é uma pergunta muito legal! Eu costumo brincar com o pessoal que eu tenho o privilégio de passar o dia inteiro jogando. #sqn. Hahaha.

Brincadeiras a parte e colocando a paixão de lado (o que é difícil por muitas vezes), a indústria de games é muito similar com diversas outras, tendo posições que vão desde engenharia, desenvolvimento,programação, logística, arte, mídia, redes sociais, marketing e vendas. Por isso, minha sugestão é que você entenda que existem diversos perfis e posições neste mercado, identifique o que realmente te traz satisfação e procure se especializar nesta disciplina. Gostar de jogar é crucial, mas é algo que você geralmente só vai fazer no seu tempo livre.

Por último, esse é um excelente momento para se trabalhar na indústria de games. O mercado está em franco crescimento e a projeção para os próximos anos é de acelerar ainda mais. Fique de olho no LinkedIn, pois é lá que postamos nossas vagas.”

Fred Juntou a Fome com a Vontade de Comer e Hoje Recruta Talentos para a Riot

Quando o Fred diz que juntou a fome com a vontade de comer ele quer dizer que ele felizmente hoje faz parte de uma parcela privilegiada de gamers que conseguiram entrar nesse mercado e fazer de uma paixão também uma profissão.

Gamer desde menino – forte influência do pai e do irmão –, Fred “Mundico” Machado de Campos, há cinco anos, se deparou com a oportunidade de se tornar um fornecedor da Riot Games, hoje uma das empresas que tem uma das maiores operações profissionais de eSports no Brasil.

Sua primeira experiência com a Riot foi através de um trabalho como head hunter na Hub Talent, que na época era a agência de recrutamento que apoiava os processos de seleção para a Riot do Brasil.

Quando a estrutura de Talent (como a Riot chama seu departamento de recursos humanos) começou a crescer em seus desafios, o Fred perguntou se podia participar de um processo seletivo para uma posição recém-aberta de Recruiter. Hoje, dois anos depois, tornou-se Talent Generalist, mas nunca deixou de ser o “guardião” da disciplina de recrutamento.

Isso mesmo. Ele é uma das portas de entrada para esta empresa. Dentro do seu papel de “guardião” ele tem diversas missões: desde analisar competências comportamentais como habilidade de resolver problemas, trabalhar em equipe, comunicação até  outros aspectos como a motivação do candidato. Afinal, por que você quer trabalhar na empresa que publica e desenvolve o League of Legends (LoL)?

Para chegar nessa posição formou-se em administração pela Universidade Católica de Santos, caprichou no aprendizado do inglês e usou os conhecimentos de games para desenvolver grande empatia junto a esse mercado.

De Santos, litoral paulista, Fred começou sua carreira numa escola de Inglês, empreendeu, trabalhou no varejo e mais tarde decidiu vir para São Paulo para trabalhar com grandes empresas. O resto vocês já leram aqui.

Dica Para Quem Quer Trabalhar com Games e eSports na Riot

Ele fez um post no fórum do LoL explicando o que precisa para trabalhar na Riot Games:

  • Inglês no nível avançado e fluência é o mínimo exigido.
  • Se reconhecer como gamer. Queremos aquele tipo de gamer que apesar de todas as responsabilidades e desafios da vida moderna, arranja tempo para jogar algo.
  • Curiosidade pelo LoL e eSports. Se não for um jogador constante ou profissional, tenha curiosidade de conhecer muito bem nossos produtos e tenha uma relação frequente com eles (nem que seja aquele ARAMzinho).
  • Flexibilidade e disposição para trabalhar quando necessário.
  • Ter conhecimento na área escolhida/desejada. Tem de ter experiência relevante frente à oportunidade que o candidato está pleiteando.
  • Comportamento in-game adequado. Olha, ninguém é perfeito, e às vezes a gente fala bobagem né? Mas naturalmente queremos trazer pessoas que sejam referência de bons comportamentos, portanto, vamos levar em consideração o comportamento no jogo na hora de tomar uma decisão. Uma coisa é ficar irritado e xingar o amigo de burro, outra é ser racista ou homofóbico.

Já Imaginou se seu Hobby lhe Rendesse uma Vaga no Mercado de Games?

Silvio Martins, responsável pela comunicação e mídias sociais da Gazeus, desenvolvedora de games do Rio de Janeiro, estudou Filosofia, na USP.

Seu hobby o levou aos games de tabuleiro e seu esforço e talento a construir uma carreira sólida. Em 2015, ele fez o lançamento do The Witcher 3: Wild Hunter aqui no Brasil. O jogo criado pela polonesa CD Projekt RED, vencedor do “Game Awards”, e além disso recebeu mais de 300 prêmios.

A trajetória do Silvio é bem interessante porque ele trabalhou com diversos tipos de game, o que o tornou um especialista na Indústria global e nacional, como ele mesmo conta abaixo.

“Sempre estive envolvido com jogos e muito antes dos digitais surgirem no Brasil como uma nova onda, meu foco eram os jogos de mesa. RPG, cards, tabuleiros. E um jogo que sempre me chamou atenção pela temática e qualidade dos produtos vinha de uma empresa inglesa chamada Games Workshop.

Juntando o gosto do meu pai por modelismo e o meu por jogos, surgiu um hobby que acompanha tanto minha vida pessoal quanto profissional: montar, converter e pintar modelos de criaturas fantásticas e de sci-fi.

Os anos foram passando e esta atividade me abriu portas ( por incrível que pareça!), apresentou-me pessoas importantes do mercado, inclusive tive a oportunidade de trabalhar para eles em um momento da minha trajetória profissional.

Hoje ela se tornou um equilíbrio entre o tempo que passo no universo digital e no real, onde ainda uso as habilidades para criar e pintar estas pequenas criaturas. Uma terapia, pois o tempo aplicado nesta tarefa não é pequeno, requer um pouco de contemplação de artes e trabalhos de outros profissionais.

Quando elas ficam prontas, descansam numa estante, minha ou de algum amigo que presenteio com o trabalho. Outras vão para uma mesa de jogo fazer por merecer cada gota de tinta e suor destinado à ela. O resto é história”.

O Gamer que Encontrou seu Caminho na Mídia de Games

Um autêntico gamer, que conhece tudo e gosta de experimentar os lançamentos, Tiago Xisto joga desde os tempos do Street of Rage, beat ‘em up, lançado pela SEGA para o Mega Drive, em 1990.

Muito dedicado a estudar e aprender, hoje ele tem a oportunidade de atender a Dell, fabricante dos PCs e notebooks mais turbinados do mercado de games.

Gerente de Mídia na Wunderman Brasil, Tiago é responsável pelo planejamento estratégico e compra de mídia da Dell aqui no Brasil, e com certeza participou do processo que levou a Dell a ser patrocinadora do CBLoL em 2019.

Com mais de oito anos de trabalho em marketing digital, ele fez Propaganda e Marketing na Universidade Anhembi Morumbi e nunca mais parou de estudar. Entre outros foram curso de extensão na FGV; Google Ads Plataform e Facebook Blueprint Program; Inglês no Canadá, e tantas extensões que nem cabem aqui.

Desde o ano passado, Tiago passou a dividir um pouco desse conhecimento dando aula no e-Sports: A Nova Arena de Negócios. Desenvolvimento de Projetos em e-Sports, da Fundação Instituto de Administração (FIA Business School). Em Junho ele estará lá, na nova turma que começa em Abril.

Ainda através da Dell, trabalha para a Gamers Club, maior plataforma de CS:GO do mundo, que reúne mais de 1 milhão de jogadores do jogo, e está localizada em Sorocaba. A Dell é patrocinadora do projeto, que tem o campeão FalleN como sócio. Eu contei a história pra vocês há algumas semanas no meu blog.

Outras empresas que atendeu Shell, Vivo, TAM Airlines, Audi, L’Oréal…

Psicologia Aplicada aos eSports e Games

Como será que Carl Gustav Jung, o criador da Psicologia Analítica, que estudava o homem e seus símbolos, reagiria à geração gamer?

Ele eu não sei, mas entre os psicólogos que seguem a linha junguiana está Ivelise Fortim. Há 20 anos, a professora doutora tem se concentrado a estudar os fenômenos da Internet e mais recentemente dos mangás, animes e games.

Ivelise fez doutorado em Psicologia Clínica pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP), e possui graduação em Psicologia e mestrado em Ciências Sociais.

Recentemente lançou o livro Mangás, Animes e a Psicologia.

Não bastasse a dezena de livros e papers, as aulas que dá na PUC e o consultório, Ivelise é sócia da Homo Ludens. Junto com Luiz Ojima Sakuda, professor no Centro Universitário FEI, FIA, e Fundação Vanzolini, ela coordena o primeiro curso de eSports voltado para negócios do Brasil.

Lançado no fim do ano passado, o curso e-Sports: A Nova Arena de Negócios. Desenvolvimento de Projetos em e-Sports, da Fundação Instituto de Administração (FIA Business School) volta em Abril, com aulas à noite, uma vez por semana.

Dica Para Quem Quer Trabalhar com Games e eSports

Começar a pensar em eSports como um negócio, e não mais como jogador ou admirador. Gostar de eSports pode ser o primeiro passo, mas isso não é suficiente para ter uma carreira na área. É preciso se profissionalizar.

Inovando Sempre, Luiz Gustavo Escreve Sobre Games e eSports

Luiz Gustavo Pacete, o último da esquerda para a direita na foto acima, é um profissional do futuro, atuando no presente. Isto mesmo! Recentemente ele terminou uma pós-graduação em Inovação, Design e Estratégia, na ESPM. Lá estudou disciplinas como metodologia ágil, UX e Design Thinking.

O que isso tem a ver com games?

Ele trabalha há quatro anos no Meio & Mensagem, o portal preferido dos publicitários. Nos últimos três meses como editor-assistente, e escreve sobre inovação, startups, games, eSports e tecnologias como AI ou VR.

Os maiores patrocínios ao eSports são publicados com exclusividade por ele, que já virou referência no meio dos eSports e games. Recentemente contou a história do Flamengo e do fenômeno Fortnite.

Sua passagem pelo jornalismo Econômico com certeza o ajuda nas coberturas do M&M.

Antes ele foi repórter de Finanças e Negócios na IstoÉ Dinheiro, passou pela Revista Imprensa e correspondente da organização Repórteres Sem Fronteiras no Brasil. Além disso foi assessor de imprensa.

Luiz Gustavo é formado em jornalismo e fez curso de Jornalismo Digital na Universidade de Navarra, na Espanha, um sonho de consumo de todos nós jornalistas.

Com um cv desse parece que ele é das antigas né? Mas não é. Luiz Gustavo tem só 32 anos e muito talento.

Dica Para quem Quer Trabalhar com Games

Primeiro. Não se assuste se você não é um gamer. Esse ecossistema é super aberto para quem chega de fora, com respeito e interesse em acompanhar o desenvolvimento de uma das maiores indústrias do mundo.

Ele é Músico, então Faz Trilha Sonora de Games

Recentemente, ele produziu a trilha de fundo do Metal Gear Solid para o concerto da Video Games Orchestra e sua turnê recém executada pela China.

Compositor, guitarrista e pianista, Antonio Teoli escolheu a área de games para mostrar seu talento.

Desde 2002, participou da composição de trilha sonora para mais de 450 projetos sendo estes games para consoles, PC, mobile, VR, AR, SEGA Mega Drive, Master-System, além de trilhas para documentários e propagandas.

Eu vou destacar aqui a trilha sonora do Taikodom, game futurista da brasileira Hoplon, que foi onde eu o conheci e onde ele trabalhou por mais de 4 anos, em Florianópolis.

Mais recentemente, Teoli liderou o departamento de áudio da Black River Studios, empresa que produz games mobile, ligada à Samsung. Teoli morou em Manaus, também por mais de 4 anos, para poder exercer seu cargo.

De lá, decidiu expandir seus horizontes e mudou-se para os Estados Unidos, onde segue atuando como compositor e sound designer para games.

Agora vivendo em Los Angeles, está trabalhando na sonorização de dois games indies, desenvolvidos no Brasil, o Skull Jones e o Gunstars da Monomyto, além de projetos dos quais ainda não pode dar detalhes, mas entre eles dois games para o Oculus Rift e PSVR e um AAA para consoles a ser lançado em 2021.

Teoli também sempre manteve seu amor em ensinar e além de seu trabalho como criador de áudio para games, é fundador e professor da Game Audio School, escola criada com o propósito de difundir o conhecimento da indústria de áudio para games a pessoas que sonham em ingressar na indústria.

Dica Para Quem Quer Trabalhar com Games e eSports

Persistência!
Muitos sonham em trabalhar nessa tão incrível indústria, mas nem todos aguentam os desafios existentes em se conseguir aquele tão sonhado game para sonorizar.

Não desista! Continue firme em seu sonho, estude para ser a melhor versão de si, se relacione com as pessoas da indústria e nunca tenha vergonha de mostrar seu trabalho. O progresso faz parte de qualquer vida aventureira de um artista, seja ele visual ou sonoro!

Persista e suceda!

O Engenheiro que Virou Executivo da Indústria de Games e eSports

Engenheiro da Computação formado na PUC do Rio de Janeiro, Carlos Estigarribia é um executivo brasileiro que dedicou sua carreira à indústria de games. Para complementar o que aprendeu na prática, fez MBA em Administração.

Há mais de 20 anos ele trabalha com desenvolvimento de negócios e atualmente dedica-se aos games mobile, usando os conhecimentos que tem sobre Telecom, meios de pagamento e entretenimento para dar consultoria a empresas que querem se instalar no Brasil e vice-versa.

No caso dele, o Inglês fluente é fundamental. Ele foi keynote speaker em vários eventos aqui e no exterior, entre eles RioContentMarket, Mobile+, U-start Milan, VentureOut NY.

No seu portifólio está a implantação do primeiro estúdio da EA em São Paulo, onde trabalhou entre 2008 e 2012. Atualmente Carlos está à frente da RightZero, consultoria de negócios e publicação para Games.

Também está envolvido com o mercado brasileiro de start ups como um dos participantes do Confrapar, gestora brasileira de fundos de investimento para empresas de tecnologia e é conselheiro e co-fundador da Abragames, a associação brasileira dos desenvolvedores de games, há 14 anos.

Além de ter expertise e competência para dar o suporte necessários a empresas que querem se instalar no Brasil, Carlos faz o caminho oposto. Nos últimos dois anos, ele esteve à frente da divisão de publicações da Gazeus Games, empresa localizada no Rio de Janeiro. Nos 12 primeiros meses foram lançados 6 games mobile no exterior.

Dica Para Quem Quer Trabalhar com Games e eSports

A dica que sempre dou é de estar atento ao que o mercado está precisando. Vejo muitas empresas com muita paixão e excelente capacidade técnica, mas que falham por não fazerem um estudo de mercado ou um planejamento de qual vai ser o investimento para produzir e manter o jogo.

Pode parecer que estou jogando água fria em cima, mas o mercado de games muda totalmente a cada 5 anos, então é preciso aliar a paixão com a racionalidade para criar empresas de sucesso com jogos relevantes.

Bayonetta ou Sonic? Gerson já Trabalhou os Dois Games

Compliance QA Lead na SEGA da Europa, o brasileiro Gerson de Sousa vive em Londres há 17 anos. Com mais de 14 anos de experiência na indústria de videogames, ele conta que escolheu esta área devido à sua forte paixão por videogames, tanto para jogá-los quanto para criá-los, e pelo sonho de conseguir unir um dia o trabalho a esta sua paixão, que sempre o acompanhou.

Gerson estudou Mídia Digital e Produção de Games em Londres. Ele já trabalhou em vários títulos triple A, entre eles Silent Hill Downpour, Bayonetta, Empire Total War, Warhammer 40,000: Dawn of War III, Sonic Forces, Sonic Mania e Shenmue I & II.

Dica Para quem Quer Trabalhar com Games e eSports

O primeiro passo, antes de mais nada, é acreditar profundamente em seus sonhos e em seu talento.

Levar a sério suas paixões, e estar disposto a muita luta e sacrifícios para conseguir alcançar seus objetivos, afinal a realização de grandes sonhos requer perseverança.

Manter sempre o foco no ponto onde pretende chegar, e planejar os próximos passos em direção aos seus objetivos. Planeamento é um fator indispensável!

Procure conhecer e explorar as diferentes áreas relacionadas ao desenvolvimento de jogos, e tente identificar qual (ou quais) dessas áreas possui mais afinidade com o seu perfil pessoal e profissional.

Se desenvolver em algo que possui uma maior sintonia com seu caráter te dará vantagens futuras, pois estará se desenvolvendo em algo com o coração também, e impulsionado pela paixão.

A indústria de games é uma área extremamente competitiva e o nível profissional se encontra cada vez mais alto, portanto, procure levar muito a sério tudo aquilo que possa te agregar conhecimento e experiência.

Por Fernanda Domingues

Sobre a autora: Fernanda Domingues é jornalista de formação, e empreendedora por opção. Dirige a FD Comunicação há 21 anos, onde trabalha com os maiores especialistas em games do Brasil!

A FD Comunicação divulga o eSports desde 2012, começando como primeira assessoria de imprensa da Riot no Brasil. Recentemente assessorou a Team oNe, campeã do CBLoL 2017. Há 5 anos é a agência do influenciador Zangado e há 2 anos responsável por toda comunicação da Bethesda no Brasil.

É a assessoria de imprensa da Niantic, Publisher do Pokémon Go. Tem em seu portifólio divulgação de eventos geeks e gamer; Safári do Pokémon em POA; e festas de lançamento dos games UFC, Alien Isolation, The Witcher, Naruto Online entre outras.

Acompanhe nossas redes sociais: Facebook | Twitter | LinkedIn


Zangado Estreia Canal no Terra

Zangado Estreia Canal no Terra e Conta o Jogo Mais Difícil que Zerou

| Blog, Games | No Comments

Portal incrementa o conteúdo distribuído em sua vertical de esports com vídeos de um dos mais respeitados influenciadores do mercado O influenciador Zangado está no Portal Terra com um novo…

Heavy Rain para PC

Sucesso no Console, Quantic Dream Lança Heavy Rain para PC

| Blog, Games | No Comments

A Quantic Dream S.A., o estúdio francês de videogames líder na produção de experiências narrativas interativas, lança hoje para PC um de seus títulos de ação e aventura mais populares,…

crash zangado games

Crash Team Racing Nitro-Fueled e a História da Franquia nos vídeos do Zangado

| Blog, Games | No Comments

Qual a diferença entre Crash Team Racing Nitro-Fueled, Mario Kart e Sonic Racing? O Zangado conta pra vocês no video do game remasterizado recém publicado. Crash Team Racing Nitro-Fueled foi lançado hoje,…

E3 2019: Maior Feira de Games do Mundo Focou no Streaming

| Blog, Games | No Comments

A E3 2019, maior feira de games do mundo, realizada na semana passada, em Los Angeles, teve foco no streaming este ano. Gigantes da indústria de games apresentaram ou deram…